Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Translate

Seguidores

sábado, 9 de agosto de 2008

O sistema de pontuação hebraico bíblico (massorético)

Cônscios de que muitos não têm como entender o que tentamos explicar aqui, buscamos explanar de modo mais sucinto: é como se pudéssemos dizer em português com as seguintes pausas: "No princípio, criou Deus; os céus, e a terra." Seria como se o sistema de pontuação hebraico permitisse em seu meio interrogações e questionamentos: "No princípio..." (que aconteceu?) "...Criou Deus!...." (E, que criou?) "...Os céus..." (Somente isto?) "...E, a Terra!". Em outro caso, vemos o texto explanando o que é o fruto da cidra, elevado entre outras espécies vegetais durante a festa de Sucôt (Tabernáculos) pelos israelitas, no Templo, conforme a ordem bíblica. Ali temos, em determinado trecho, "...Peri ets, hadar..." - ou seja: "...fruto de árvore..." (que fruto?) "...hadar!..." (fruto louvável!), e, em outro trecho, "...peri, ets hadar!" - (que tipo de fruto?) "...fruto, que seja de ávore louvável!". No primeiro caso, o fruto é o louvável. No segundo, a árvore - fatores que dão motivo às controvérsias no Talmud. Os tradutores não hebreus, porém, muitas vezes perdem o sentido devido ao sistema semítico de pontuação. >>> Leia mais, clique aqui.

Veja mais:

Nenhum comentário: