Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Translate

Seguidores

sábado, 1 de outubro de 2011

Os dialetos judeu-italianos. Um estudo sobre o bagito

Os dialetos judeu-italianos. Um estudo sobre o bagito

  • Anna Rosa Bigazzi
  • Dissertação de mestrado em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaica (USP)
  • Data da defesa: 14/08/2002.

Resumo: Estudo sobre a imigração judaica italiana no Brasil, em particular em São Paulo e no Rio de Janeiro, no contexto da política anti-semita do governo Vargas (1937-1945). Tem como base a relação dos judeus italianos que, a partir de 1938, foram obrigados a deixar seu país após a emissão das leis raciais fascistas (1938). Com destaque, analisa a postura de Jorge Latour, diplomata brasileiro, atento aos efeitos das leis de exclusão no território italiano. Os relatórios de Latour tinham como objetivo estimular os políticos brasileiros a seguir o mesmo caminho da Itália fascista. Investiga a concessão de vistos aos judeus italianos refugiados no Brasil, assim como suas estratégias de sobrevivência e formas de adaptação à comunidade brasileira em geral.

Um comentário:

Andrea Lombardi disse...

Além desse dialeto (da região de Livorno, uma das cidades italianas com comunidade histórica de judeus) há outros exemplos. Um dos mais conhecidos é relatado por Primo Levi em "Argon", capítulo da Tabela Periódica. Trata-se do dialeto judaico piemontês...
Um abraço
Andrea Lombardi