Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Translate

Seguidores

domingo, 5 de dezembro de 2010

O Dicionário de Hebraico Bíblico de Brown, Driver e Briggs (BDB) como modelo de Sistema Lexical Bilíngüe – Um Estudo da Lexicografia Hebraica Bíblica

O Dicionário de Hebraico Bíblico de Brown, Driver e Briggs (BDB) como modelo de Sistema Lexical Bilíngüe – Um Estudo da Lexicografia Hebraica Bíblica Moderna

Marcos Antônio de Souza

Dissertação de mestrado em Estudos da Tradução (UFSC).

Data da defesa: dezembro de 2008.

Resumo: Esta dissertação de mestrado foi concebida como um trabalho original relacionado à lexicografia bíblica hebraica. O problema abordado neste estudo pode ser formulado da seguinte maneira: O estudo procura investigar o popular dicionário de hebraico bíblico de Brown, Driver e Briggs (BDB) – baseado em um dos mais antigos dicionários e editado por volta de 1810 por Wilhelm Gesenius – como um modelo de sistema lexical bilíngüe no contexto da polêmica envolvendo glosas, definições e domínios semânticos. Partindo da hipótese de que ciência é qualquer conhecimento obtido pelo Método Científico, este estudo está estruturado em uma série de três passos. No primeiro passo – observação – a lexicografia hebraica bíblica é investigada mediante uma identificação dos principais dicionários de hebraico bíblico publicados em língua inglesa e portuguesa quanto as suas macro-estrutura e micro-estrutura. No segundo passo, uma hipótese é formulada. Partindo do conceito de que lexicografia é uma disciplina de aplicação em que o propósito vem primeiro e posteriormente a teoria, formula-se a hipótese de que um dicionário de hebraico bíblico é um modelo de um sistema lexical bilíngüe. Como fundamento teórico para esta hipótese, é apresentada uma analogia com um dos mais bem sucedido modelo de sistema e utilizado pelos engenheiros de telecomunicações – o modelo de Erlang – e o conceito de “cadeia de transferência desenvolvido a partir do “triângulo da significação” de Ogden & Richards. O terceiro e último passo consiste em um experimento apropriado para verificação da validade da hipótese. Neste experimento, quatro poemas hebraicos (dois bíblicos, um medieval e um moderno) são traduzidos segundo as glosas fornecidas pelo BDB e comparadas às glosas de quatro outros dicionários de Hebraico, além de uma comparação com antigas traduções da Bíblia Hebraica (Septuaginta e Vulgata) para os dois poemas bíblicos.

Palavras-chave: lexicografia, lexicografia hebraica, hebraico bíblico, dicionário bilíngüe, poesai hebraica, tradução.

Nenhum comentário: