Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Translate

Seguidores

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

O “SER” E O “NÃO SER” EM HEBRAICO

O “SER” E O “NÃO SER” EM HEBRAICO

Rosana de Vilhena Lima (Aluna do 8º Período de Letras- Português/Ufes)

Resumo: Ao analisar as línguas semitas um fato lingüístico chama a atenção do ocidental: a presença abundante de estruturas frasais nominais. Apesar dessa estranheza, na língua portuguesa do Brasil há também enunciados destituídos do núcleo verbal. A ausência de um núcleo verbal, contudo, não acarreta prejuízo para a compreensão do enunciado. O objetivo deste artigo é apresentar estruturas gramaticais do hebraico que preenchem as “lacunas” decorrentes da não utilização do verbo “ser ” como elemento de ligação e demonstrar que na língua portuguesa não é incomum a ocorrência de estruturas frasais nominais.

Palavras-chave: Português; Hebraico; Verbo ser.

Nenhum comentário: